• Dialog

Como ficará a comunicação interna no mundo pós-pandemia?

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), mostrou que 83% das empresas de diversos segmentos consideram que a comunicação interna foi uma das áreas mais impactadas pela crise causada pelo Covid-19. O que em um primeiro momento foi um choque para o mundo todo, nesse momento de “novo normal” ou pós-pandemia, se tornou uma oportunidade para muitas empresas revisitarem suas estratégias e abrirem espaço para novas transformações.


As mudanças, assim como os desafios foram muitos: a maneira como as empresas conduzem suas operações mudou drasticamente, o home office ganhou destaque, novas formas de trabalho passaram a ser consideradas, a empatia e a tecnologia se tornaram essenciais e no meio disso tudo, muitos gestores buscavam formas de manter as equipes produtivas, engajadas e alinhadas, sem afetar a saúde do negócio.


Acompanhando e principalmente apoiando estrategicamente muitas empresas, a comunicação interna também foi obrigada a se adaptar para esse momento. Por isso, no artigo de hoje vamos entender melhor os novos modelos de trabalho e também como a forma de se comunicar com os colaboradores mudou. Confira!


Os novos modelos de trabalho


Até o começo de 2020 o home office era visto como um benefício ainda distante da realidade de muitas empresas, com o avanço do coronavírus ele se tornou uma importante opção para proteger os profissionais do novo vírus. No fim de março deste ano, seis em dez (59,9%) brasileiros estavam trabalhando nesse novo regime, de acordo com uma pesquisa realizada pela Hibou, empresa de monitoramento de mercado.


A nova rotina, apesar de ter mostrado novos desafios, também foi uma porta de entrada para muitas companhias avaliarem a real necessidade presencial de alguns funcionários ou até mesmo times completos, abrindo ainda mais espaço para formas de trabalho que podem priorizar a qualidade de vida e também ser mais produtivo.


Entre os novos modelos que estão em discussão estão:

  • Home office: o trabalho remoto certamente continuará sendo uma tendência no mundo pós-pandemia, diversas empresas já determinaram o home office definitivo e muitos outros setores já se adaptaram ao modelo, mas isso não quer dizer que essa nova forma de trabalho funcione para todo mundo. Provavelmente ele será usado como uma forma estratégica para ajudar os colaboradores a encontrarem um bom equilíbrio entre vida pessoal e corporativa;

  • Parcial/flex: o modelo parcial ou flexível está entre os mais discutidos para o pós-pandemia e não é por menos, com ele tanto a empresa, quanto o profissional podem desfrutar os benefícios do modelo presencial e remoto.


O papel da comunicação interna no pós-pandemia


A partir de tantas mudanças nos modelos de trabalho, uma coisa ficou certa, a forma como nos conectamos e comunicamos com o outro mudou e ainda estão em transformação.


As equipes de comunicação interna, assim como de recursos humanos e marketing interno precisaram se adaptar e muitas vezes, adotar novos processos, como é o caso de onboardings, comemorações ou campanhas feitas de forma 100% digital.


Ao mesmo tempo que a crise gerou tantos desafios, também rendeu algumas mudanças positivas e principalmente necessárias. Entre as principais que impactam a comunicação interna estão:


Transformação digital


A transformação digital já estava prevista para muitas empresas, mas com a chegada da pandemia o processo foi ainda mais acelerado.


Com comunicação feita exclusivamente a distância, as equipes de comunicação interna se apoiaram totalmente nas ferramentas digitais como: redes sociais corporativas, intranet, campanhas em vídeo e até mesmo o uso estratégico do e-mail.


Se no começo do ano essas ferramentas eram usadas para reduzir possíveis ruídos, durante o ápice da quarentena foi um importante canal para conectar as pessoas e fortalecer a cultura organizacional.


No pós-pandemia a transformação digital ainda será uma tendência, com essa possível aderência aos novos modelos de trabalho, poder se comunicar com toda a organização, independente do espaço físico é essencial.


Comunicação estratégica


Com a crise, muitas empresas perceberam a importância da comunicação interna e provavelmente o seu uso estratégico nas organizações no momento pós-pandemia será ainda mais intensificado.


Nunca se percebeu e se discutiu tanto a importância de manter os profissionais alinhados à cultura organizacional, formas de aumentar a produtividade a distância e até maneiras de comunicar assuntos tão delicados.


Após a crise, a tendência é que cada vez mais empresas se preparem e criem planos de comunicação interna que os preparem para diversas situações e principalmente garanta que a informação circule rapidamente, com clareza e transparência.


A Dialog, hub de comunicação interna e RH, também chegou como uma das transformações digitais que podem facilitar ainda mais a comunicação interna. Com a plataforma é possível atingir 100% dos colaboradores usando o superapp, a intranet ou a TV corporativa. A ferramenta ainda possibilita que as empresas fortaleçam a cultura, o propósito e trabalhe de forma estratégica, analisando resultados e engajamento dos colaboradores.


Acesse nosso site para para saber tudo sobre como a Dialog pode ajudar você no cenário durante e pós-pandemia e fique em dia com as tendências da comunicação interna!



56 visualizações
LINKS
CONTATO

contato@dialog.ci

Tel: (11) 4871-7143

Rua Henrique Schaumann, 270, 6o andar

São Paulo, SP