• Dialog

Dia nacional da saúde: 5 razões para investir no bem-estar no trabalho

Atualizado: Ago 18

O tema bem-estar no trabalho está sendo cada vez mais presente dentro do mundo corporativo, com a crise decorrente do Covid-19 o assunto ganhou ainda mais destaque, levando diversas empresas a olharem com mais atenção para a saúde dos seus profissionais.


No relatório “Tendências Globais de Capital Humano 2020” realizado pela Deloitte, 96% dos entrevistados afirmaram que o bem-estar é uma responsabilidade organizacional, mas apenas 36% das empresas realmente medem o impacto da saúde no desempenho organizacional.


Um outro estudo da Isma-BR (representante da International Stress Management Association) deixa ainda mais evidente a necessidade de repensar o bem-estar do colaborador: 72% dos brasileiros que estão no mercado de trabalho sofrem alguma sequela ocasionada pelo estresse. Desse total, 32% sofrem de burnout e destes, 92% continuaram trabalhando mesmo doentes.


Estabelecer a relação entre doenças mentais e o trabalho e, principalmente, adotar medidas que possam mudar esse cenário é o melhor caminho para garantir a qualidade de vida do profissional e contar com equipes mais engajadas.


A qualidade de vida e o bem-estar no trabalho envolvem uma série de fatores, como por exemplo: infraestrutura, desenvolvimento pessoal, remuneração e benefícios, qualidade do ambiente corporativo, segurança e os relacionamentos profissionais.


Mas por onde começar quando queremos oferecer melhores condições de trabalho? Ou até mesmo por que investir no bem-estar? Aproveitamos o Dia Nacional da Saúde para trazer alguns exemplos de ações que podem ser implementadas e também 5 benefícios em investir na satisfação dos profissionais.


5 razões para começar a investir no bem-estar no trabalho


1. Hábitos saudáveis


Considerando que atualmente a maioria das jornadas de trabalho se resumem a longas horas em frente ao computador, nem sempre o profissional consegue manter ou até mesmo adotar hábitos saudáveis.


Atualmente o cenário está pior: a maioria está passando ainda mais tempo em casa e deixando de lado a alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas, mas contar com ações e o apoio da empresa torna a mudança de hábitos mais fácil e atingível.


2. Redução do absenteísmo e presenteísmo


O absenteísmo ou absentismo são termos utilizados para designar a taxa de ausências dos colaboradores, seja por ausência ou atraso. Profissionais com problemas de saúde costumam faltar ou atrasar com mais frequência para irem a consultas ou ao médico.


Já o presenteísmo é um termo que se refere ao comportamento de profissionais que estão presentes apenas fisicamente, mas que não conseguem desempenhar suas tarefas, pois seus pensamentos estão em outro lugar. Esse comportamento também pode estar ligado a algum problema de saúde física ou psicológica.


Por isso, ao investir em um profissional saudável, há uma redução absenteísmo e presenteísmo e também um possível encolhimento nos custos ligados a saúde, como remédios, por exemplo.


3. Melhora na produtividade


Promover o bem-estar no trabalho contribui diretamente na produtividade dos colaboradores. Uma equipe disposta, engajada e emocionalmente apta consegue desempenhar melhor suas atividades profissionais e consequentemente entregar mais resultados, colaborando para o sucesso da empresa.


4. Atração e retenção de talentos


Empresas que possuem um olhar humanizado têm mais chances de atrair os melhores talentos, por isso, ao investir no bem-estar dos profissionais a empresa também está melhorando o employer branding, ou seja, a marca será conhecida como uma organização que valoriza os seus profissionais — e isso é um diferencial para os talentos que estão em busca de oportunidades.


Colaboradores que se sentem valorizados e satisfeitos são mais fáceis de reter, pois estão menos propensos a deixar a estabilidade do trabalho para procurar novas oportunidades.De acordo com um estudo realizado pela Hay Group, profissionais engajados têm 87% a mais de chances de continuarem na mesma empresa.


Por isso, invista em ações e comportamentos para agradar o colaborador, demonstre reconhecimento e tenha atitudes de agradecimento. Seja fazendo atividades festivas dentro da empresa, promovendo almoços ou até mesmo kits de presentes.


Com a crescente competitividade no mundo dos negócios, poder contar com profissionais engajados e altamente qualificados pode ser um diferencial frente aos concorrentes, mas a retenção de talentos ainda é um desafio para muitas empresas.


5. Melhora no clima organizacional


Ao oferecer um ambiente saudável e que preza pelo bem-estar do profissional, a empresa também ganha uma melhora no clima organizacional, pois todos estão trabalhando em um espaço menos estressante, sem competitividade e que estimula trocas e inovação.


Manter o clima organizacional positivo é fundamental para garantir a conexão do colaborador com a empresa, importante fonte de motivação profissional. Para isso, deixe o ambiente agradável, pense sempre no conforto do colaborador proporcionando uma infraestrutura adequada.


Coloque o conceito em prática com os programas de qualidade de vida


Os programas de qualidade de vida são uma ótima alternativa para auxiliar nas melhorias dentro do ambiente corporativo, basicamente são uma série de ações que visam promover e incentivar hábitos saudáveis.


Existem diversas opções, mas para o programa ser de fato efetivo, o melhor caminho é entender quais as necessidades da empresa. O primeiro passo para qualquer planejamento é realizar uma boa pesquisa de clima organizacional capaz de medir o nível de satisfação dos profissionais e a partir disso pensar em formas de oferecer melhores condições de trabalho.


Algumas opções de programas de qualidade de vida

  • Fazer campanhas de incentivo de práticas saudáveis na empresa;

  • Investir em melhorias no ambiente físico;

  • Oferecer flexibilidade;

  • Implementar o day-off;

  • Desenvolver projetos culturais;

  • Investir em treinamento e desenvolvimento intelectual;

  • Implantar projetos de ergonomia e ginástica laboral;

  • Oferecer infraestrutura/materiais adequados;

  • Valorizar e reconhecer os profissionais.

Independente da ação escolhida, é essencial que ela combine com a cultura da empresa. Os benefícios não são instantâneos, mas com pouco tempo é possível ver o investimento sendo revertido em profissionais mais produtivos, melhores resultados e em um clima mais leve na empresa. É nítido que o colaborador se sente mais reconhecido e tende a ficar mais engajado. Lembre sempre de mostrar a ele a sua importância.


A Dialog, nosso hub de comunicação interna e RH, pode te ajudar a fortalecer a cultura organizacional e também a promover todas as campanhas e ações voltadas ao bem-estar no trabalho. Com o super app ainda é possível criar desafios de incentivo a práticas saudáveis, competições temáticas e gerar ainda mais engajamento em cima de um tão importante assunto.


Gostou deste conteúdo? Siga nossas redes sociais — Facebook, Instagram e LinkedIn — para receber dicas de como usar os canais de comunicação interna de forma estratégica e ter sucesso em todas as campanhas.




25 visualizações
LINKS
CONTATO

contato@dialog.ci

Tel: (11) 4871-7143

Rua Henrique Schaumann, 270, 6o andar

São Paulo, SP